Conselho Regional de Psicologia BA

30 anos do NEIM

Imagem

 

“Este mês, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher– NEIM está completando 30 anos de existência. São anos de lutas na construção de um campo do saber ainda hoje visto e tratado com muito preconceito na Academia. Temos muitas vitórias a comemorar. Em 1995, nos tornamos órgão suplementar; em 2005, criamos o primeiro programa de Estudos Feministas na América Latina (o Programa de Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo – PPGNEIM). Esse reconhecimento pela CAPES nos deu a legitimidade para abrir outros campos de ação. Soubemos aproveitar o momento de renovação das universidades brasileiras quando do REUNI, criando a primeira graduação sobre estudos de gênero no país, o Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade da UFBA. E o principal nisso tudo: conquistamos o reconhecimento da sociedade brasileira através dos movimentos sociais e organismos de governo. Nosso trabalho é conhecido e reconhecido em muitos países. Tudo isso conquistado com muito trabalho, eficiência e compromisso social ao longo desses 30 anos.

Mas, também tivemos derrotas, que só nos abateram momentaneamente, pois, se há algo que aprendemos nesses anos é sobreviver. Dessas derrotas, duas nos marcaram profundamente: a decisão do Conselho Universitário, de 2009, em acabar com os órgãos suplementares, o que, na prática, significou um golpe nos principais centros de pesquisa da UFBA (NEIM, CEAO, CRH, ISP) e a decisão da nossa Reitora de não dar prosseguimento ao processo de criação do Instituto NEIM que já havia sido exposto inclusive no sítio da UFBA para consulta pública.

Hoje, formalmente, não somos nada, não existimos dentro da estrutura universitária. Somos um órgão fantasma. Somos um prédio de dois andares no Campus de São Lázaro que congrega 17 doutoras entre docentes e pesquisadoras associadas, vários mestres, sem contar nossos discentes de mestrado, doutorado e graduação. Somos responsáveis por um curso de especialização que integra 300 gestores públicos de 60 municípios baianos, ministramos cursos de formação para 600 professores da rede pública, e muitos outros profissionais. Somos responsáveis por uma linha editorial, a Coleção Bahianas (hoje em parceria com a Edufba), já tendo publicado o seu 16º número, e pela publicação da revista on line FEMINISMOS. Somos uma espécie de navio fantasma, só que com um grande diferencial, pois não estamos à deriva e seguimos fazendo bastante barulho.

Fantasmas ou não, nós existimos e resistimos e é isso o que de fato importa. E a cada dia, diante das vitórias e das derrotas, reafirmamos nosso compromisso com um feminismo anti-racista, anti-homofóbico e anti-capitalista e, e através dele, com a construção de uma sociedade mais digna, onde as diferenças não sejam motivos para discriminações, exclusões e desigualdades.

Portanto, só temos mesmo que comemorar!

Aproveitamos a oportunidade para convidar para a Sessão Especial da Assembleia Legislativa da Bahia em Comemoração aos 30 anos do NEIM, no próximo dia 22 de maio, às 09:30.”

Fonte: Equipe do NEIM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: